Mesmo assim, muitas pessoas leem a Bíblia, frequentam as reuniões da Universal, acreditam cumprirem a Palavra de Deus mas encontram muitas dificuldades pelo caminho.

Douglas coelho em seu blog, explica que podem existir dois motivos para que as tribulações invadam a vida de uma pessoa:

“Ou é porque você se acomodou e não está exercendo a fé consciente como deveria, ou Deus está permitindo a situação se agravar para que Ele fique em evidência quando se manifeste na sua vida e todos reconheçam que realmente foi uma intervenção Divina, foi o Poder de Deus, um milagre.”

Na primeira hipótese

Quando o primeiro amor esfria, as pessoas tendem a voltar o seu foco para coisas que não merecem tanta atenção. Essas pequenas situações, aparentemente irrelevantes, vão se somando umas às outras e ocupando o tempo que deveria seguir sendo dedicado a Deus. É nesse momento que, sem perceber, muitas pessoas deixam a fé para segundo plano, dedicando-se a coisas do mundo, que em nada acrescentam em suas vidas.

“A nossa vida depende do que oferecemos a Deus (e como o fazemos); da forma como oramos; como vamos à igreja; do que apresentamos como dízimos e ofertas; da forma como cantamos; como louvamos e como lemos, ouvimos, meditamos na Palavra de Deus e absorvemos o Espírito da mesma”, garante o bispo Júlio.

Assim, se alguém se entrega completamente a Deus, Deus também Se mostrará em Sua plenitude. Em contrapartida, se aquela pessoa faz menos do que pode fazer por Deus, certamente Ele retribuirá da mesma forma.

Na segunda hipótese

O outro motivo também é bastante comum: alguém se entrega totalmente a Deus, mas a sua vida segue cheia de problemas. Chega um momento em que a pessoa acredita que O Senhor não a escuta. “De que adianta orar tanto se ninguém atende às minhas orações”, pensa essa pessoa.

Mas o bispo afirma que o justo não se deixa influenciar pelas circunstâncias. Não é porque os seus pedidos não são imediatamente atendidos que Deus está lhe ignorando. Pelo contrário, Ele pode simplesmente querer mostrar todo o Seu poder ao lhe livrar de situações ainda piores. O importante nesse caso é manter a fé forte e agir sobre ela. Siga respeitando as orientações de Deus e o resultado esperado virá – o melhor momento quem decide é Deus, que conhece todas as coisas melhor do que o homem.

Portanto, se as suas orações não têm obtido o resultado esperado, reflita em qual dessas situações você se encaixa.