Respeite

O respeito é o alicerce de qualquer relacionamento. E respeitar, não é dizer “eu te respeito” da mesma forma que amar não é apenas dizer “eu te amo”. Quando estamos inspirados, somos ótimos em dizer coisas bonitas… No entanto, nossos relacionamentos seriam muito melhores se nossas atitudes falassem mais alto que nossas palavras. Dizem por ai, que respeitar é não fazer para o outro aquilo que você não gostaríamos que fizessem para nós, mas vai além. Faça para o outro aquilo que você gostaria que fizessem para você! ao menos em termos genéricos… falo aqui de valores universais.

Honre a sua família, por mais que eles não te honrem, sua família é o seu maior bem e além do mais, boas atitudes não voltam vazias. Pois o que é mais importante do que ter paz interior e saber que você fez o seu melhor? Se as brigas são geradas por motivos banais, então talvez aquilo que parece ser banal, também seja a chave para recuperar o lar-doce-lar. Compre flores, lave os pratos (sem reclamar), abaixe a tampa do vaso (se isso é importante para alguém)… Faça algo especial! Por menores que sejam, atitudes especiais fazem pessoas se sentirem especiais e quem não gosta disso?

Renuncie

É impossível, ser egoísta e conseguir construir um bom relacionamento familiar. Há duas grandes provas de amor: a renúncia e o perdão. Se você renuncia algo que quer por causa de alguém, provavelmente você ama essa pessoa e prova que ela está acima de outras coisas também importantes. Mas perdoar é renunciar-se a si mesmo. Alguém errou, quebrou sua confiança… Seria totalmente “justo” desistir desse alguém, mas, você não faz…

Quer um bom motivo para perdoar? Lembre-se que você também é susceptível a erros. Todos são! Saiba diferenciar erros de atos intencionais, ou algo que a pessoa definitivamente não está disposta a mudar; não seja bobo. Mas não jogue fora algo, sempre que pode ser consertado! Mas se não puder, mesmo que jogue fora, perdoe. (para poder virar essa página)

Confie

Segredos criam laços. Se estranhos, sabem mais sobre você do que a sua família há algo errado! Converse, conte seus problemas, diga como se sente; um bom ouvinte em casa é um grande tesouro, não é algo tão comum quanto quem possui pode pensar… Talvez você esteja dizendo “mas na minha casa, não há ninguém em quem eu possa confiar”. Então SEJA confiável. Não se pode esperar algo de onde nada existe ou querer mudar as pessoas. Apenas honre, decida ficar com a parte boa e ver o belo nas pessoas.

E… continue firme, sendo você mesmo. Nossa família e historia de vida são nossa base de escolha, onde literalmente imitamos ou fazemos a opção de ser o oposto daquilo que repudiamos. Já os amigos, (diferentemente dos estranhos) são familiares escolhidos, em quem podemos confiar…

Invista

Invista em tempo de qualidade com a sua família. Leve seus filhos para tomar um sorvete. Assista com o seu marido aquele jogo que ele tanto gosta. Seja uma boa companhia… Leve sua mulher ao shopping ou então apenas sente e escute como foi o dia dela. O que importa é estar junto, não importa onde, como ou quando. Invista tempo de qualidade.

Ame

Obviamente, tudo que eu disse até aqui, se resume nisso: o amor. Quando pensamos em amor, logo pensamos em ‘sentir’. Contudo, amar, além de ser um sentimento é uma ESCOLHA (e isso é bíblico!). Você precisa escolher respeitar, renunciar/perdoar, confiar, compreender e investir.

Você precisa escolher tornar a vida de quem está ao seu redor, melhor ou pior. Se você fica em cima do muro, apenas não sendo talvez chato ou qualquer coisa assim, mas não decidiu ser uma melhor pessoa, companheiro(a), etc… então já escolheu pelo pior. Porque tudo que traga bons resultados precisa de um movimento, esforço nessa direção, precisa de decisão!

Fazer a vida de alguém pior é simples. Basta dizer ou fazer tudo que “der na telha”. Por isso as pessoas se limitam a desistir do amor, porque é fácil! Em alguns momentos, amar não é fácil, mas também, implica em renúncias, mas é impossível.

Não estou te dizendo para ser perfeito. Tudo que apresentei são atitudes executáveis por meio de ESCOLHAS!
Lembre-se que você é o roteirista da sua vida, se você não gosta do que vê, mude o roteiro.

Acha difícil compreender as pessoas que você ama? a começar por você mesmo?!