Na teologia protestante e católica, o Anjo Caído ou Anjo Decaído é um anjo que cobiçando um maior poder, acaba se entregando “às trevas e ao pecado”. O termo “anjo caído” indica que é um anjo que caiu do Paraíso. O Anjo Caído mais famoso é o próprio Lúcifer. Os Anjos Caídos são bastante comuns em histórias de conflitos entre o bem e o mal.

Junto com Lúcifer, vários anjos caídos se instalaram na terra, pois tinham livre acesso ao inferno e a Terra. Segundo a Bíblia, há textos que afirmam vários deles terem procriado com humanos e dado origem a uma nova raça chamada de nefilins (ou mais conhecidos como Hibrídos). Cogita-se também que eles tenham sumido após o Grande Dilúvio, que teria sido produzido justamente com essa intenção, porém, por causa de suas passagem diretas inferno-terra, se salvaram e continuam aqui.[carece de fontes]

É importante lembrar que são nove os anjos caídos mais conhecidos. Dos nove anjos caídos:

Três dos anjos foram expulsos por grandes ambições;[carece de fontes]
Dois por amar[carece de fontes]
Um por ter ajudado Lúcifer a conseguir o poder: Azazel
Um não se sabe a razão, acredita-se que ele foi expulso simplesmente por ter ajudado Lúcifer no início da revolta.[carece de fontes]
Aparência Editar

Existem várias imagens de um Anjo Caído, algumas muito parecidas com a de um “Anjo Luminoso”. Entre elas, podemos citar: um homem com grandes e negras asas de morcego; um anjo sem o seu halo e com as asas de penas negras; um homem com a metade direita com asas de anjo e a metade esquerda com asas de demônio, um anjo bom com uma asa quebrada e até mesmo como um anjo comum, porém sem o carisma e a graça angelical deste.