Evocação

HELOY + TAU VARAF + PANTHON + HOMNORCUM + ELEMIATH + SERUGEATH + AGLA + ON + TETRAGRAMMATON + CASILY

 

Evocação

HELOY + TAU VARAF + PANTHON + HOMNORCUM + ELEMIATH + SERUGEATH + AGLA + ON + TETRAGRAMMATON + CASILY +.

É necessário que esta evocação seja feita em um pergaminho virgem juntamente com o símbilo que foi conseguido graças a Scyrlin e está descrito no primeiro livro; pois todos os outros dependerão dele, como mensageiros, e ele pode forçá-los a aparecer perante aquele que os chamar, mesmo que esta não seja a vontade dos espíritos, pois ele tem o poder de um emperador.

Oração e Preparação

Oh, Senhor Deus, Adonai, que a partir do nada criou o homem à Tua imagem e semelhança; e também criou a mim, pobre pecador, eu oro a Ti e Te peço que Te dignifiques a abençoar esta água para que ela se torne benéfica tanto para meu corpo quanto para minh’alma e me livre de qualquer dúvida ou temor depois de bebê-la. Oh Senhor Deus Todo-Poderoso e inefável, Tu que liberaste Teu povo do Egito e permitiste que atravessassem o Mar Vermelho com os pés secos, faças com que eu me purifique através desta água e que eu seja lavado de todos os meus pecados, para que eu possa aparecer inocente diante de Ti. Amém.

Continuando com o trabalho falaremos agora da preparação para o Sanctum Regnum.

Quando o operador se encontrar purificado e limpo de qualquer temor ou dúvida ele deve dar início à confecção de suas ferramentas mágicas.

Da Faca Mágica.

É necessário fabricar uma faca ou canivete e uma lanceta ou cinzel fabricados no dia e na hora de Júpiter durante o período da Lua Gibosa e, tendo terminado sua confecção, recite sobre ela a oração descrita acima, ou a conjuração que se segue, ambas também podem ser usadas para a faca, o canivete ou a lanceta.

Conjuração

Eu te rogo, oh instrumento {dizer o nome do instrumento}, por Deus o Pai, o todo-poderoso, pela virtude do Paraíso e das estrelas do céu, pela virtudes dos elementos, das pedras e plantas e de todos os animais. Te rogo pela virtude do granizo e do vento de que tu recebas estas virtudes e um poder tal que possamos atingir a perfeição em todas as coisas, sem maldades, logros ou decepções, em nome de Deus, o criador do Sol dos Anjos. Amém.

Recite então os sete salmos penitenciais seguidos das seguintes palavras:

Dalmaley, Lameck, Cadat, Pancia, Velous, Merroé, Lamideck, Caldurech, Anereton, Mitraton, vós que sois os anjos mais puros, s”ao agora os guardiões destes instrumentos, que serão necessários a muitas coisas.

Salmos:

Ajoelhe-se

Ne reminiscaris Domine delicta nostra, vel parentum nostrorum: neque vindictam sumas de peccatis nostris.    Senhor, não se lembre de nossas ofensas, nem das ofensas de nossos antepassados, e não busques vingança por causa de nossos pecados.

Salmo VI

In finem, in carminibus. Psalmus David. Pro octava. [Domine, ne in furore tuo arguas me, neque in ira tua corripias me.

Miserere mei, Domine, quoniam infirmus sum; sana me, Domine, quoniam conturbata sunt ossa mea.

Et anima mea turbata est valde;

sed tu, Domine, usquequo?

Convertere, Domine, et eripe animam meam; salvum me fac propter misericordiam tuam.

Quoniam non est in morte qui memor sit tui; in inferno autem quis confitebitur tibi?

Laboravi in gemitu meo;

lavabo per singulas noctes lectum meum:

lacrimis meis stratum meum rigabo.

Turbatus est a furore oculus meus;

inveteravi inter omnes inimicos meos.

Discedite a me omnes qui operamini iniquitatem, quoniam exaudivit Dominus vocem fletus mei.

Exaudivit Dominus deprecationem meam; Dominus orationem meam suscepit.

Erubescant, et conturbentur vehementer, omnes inimici mei; convertantur, et erubescant valde velociter.]

[Salmo de Davi para o músico-mor em Neginote, sobre Seminite] Senhor, em vossa cólera não me repreendais, em vosso furor não me castigueis.

Tende piedade de mim, Senhor, porque desfaleço; sarai-me, pois sinto abalados os meus ossos.

Minha alma está muito perturbada; vós, porém, Senhor, até quando?…

Voltai, Senhor, livrai minha alma; salvai-me, pela vossa bondade.

Porque no seio da morte não há quem de vós se lembre; quem vos glorificará na habitação dos mortos?

Eu me esgoto gemendo; todas as noites banho de pranto minha cama, com lágrimas inundo o meu leito.

De amargura meus olhos se turvam, esmorecem por causa dos que me oprimem.

Apartai-vos de mim, vós todos que praticais o mal, porque o Senhor atendeu às minhas lágrimas.

O Senhor escutou a minha oração, o Senhor acolheu a minha súplica.

Que todos os meus inimigos sejam envergonhados e aterrados; recuem imediatamente, cobertos de confusão!

Gloria

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto. Sicut erat in principio, et nunc, et semper: et in saecula saeculorum. Amen. Alleluia.    Glória

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos e séculos. Amém! Aleluia!

Salmo XXXII

Beati, quorum remissae sunt iniquitates, et quorum tecta sunt peccata.

Beatus vir, cui non imputavit Dominus peccatum, nec est in spiritu eius dolus.

Quoniam tacui, inveteraverunt ossa mea, dum clamarem tota die.

Quoniam die ac nocte gravata est super me manus tua, conversus sum in aerumna mea, dum configitur spina.

Delictum meum cognitum tibi feci et iniustitiam meum non abscondi.

Dixi: “Confitebor adversum me iniustitiam meam Domino:” Et tu remisisti impietatem peccati mei.

Pro hac orabit ad te omnis sanctus in tempore opportuno.

Verumtamen in diluvio aquarum multarum ad eum non approximabunt.

Tu es refugium meum, a tribulatione quae circumdedit me; exsultatio mea, erue me a circumdantibus me.

Intellectum tibi dabo et instruam te in via hac, qua gradieris; firmabo super te oculos meos.

Nolite fieri sicut equus et mulus, quibus non est intellectus;

In camo et freno maxillas eorum constringe, qui non approximant ad te.

Multa flagella peccatoris, sperantem autem in Domino misericordia circumdabit.

Laetamini in Domino et exsultate, iusti, et gloriamini, omnes recti corde.

Feliz aquele cuja iniqüidade foi perdoada, cujo pecado foi absolvido.

Feliz o homem a quem o Senhor não argúi de falta, e em cujo coração não há dolo.

Enquanto me conservei calado, mirraram-se-me os ossos, entre contínuos gemidos.

Pois, dia e noite, vossa mão pesava sobre mim; esgotavam-se-me as forças como nos ardores do verão.

Então eu vos confessei o meu pecado, e não mais dissimulei a minha culpa. Disse: Sim, vou confessar ao Senhor a minha iniqüidade. E vós perdoastes a pena do meu pecado.

Assim também todo fiel recorrerá a vós, no momento da necessidade. Quando transbordarem muitas águas, elas não chegarão até ele.

Vós sois meu asilo, das angústias me preservareis e me envolvereis na alegria de minha salvação.

Vou te ensinar, dizeis, vou te mostrar o caminho que deves seguir; vou te instruir, fitando em ti os meus olhos:

não queiras ser sem inteligência como o cavalo, como o muar, que só ao freio e à rédea submetem seus ímpetos; de outro modo não se chegam a ti.

São muitos os sofrimentos do ímpio. Mas quem espera no Senhor, sua misericórdia o envolve.

Ó justos, alegrai-vos e regozijai-vos no Senhor. Exultai todos vós, retos de coração.

Gloria

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto. Sicut erat in principio, et nunc, et semper: et in saecula saeculorum. Amen. Alleluia.    Glória

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio,

agora e sempre, por todos os séculos e séculos. Amém! Aleluia!